Falência de empresas: atitudes que podem quebrar sua empresa

By 17 de agosto de 2018Falência de empresas

Manter uma empresa aberta e em pleno crescimento é um grande desafio. Segundo dados do IBGE, o Brasil tem um cenário bastante preocupante no que se refere à falência de empresas. Na última pesquisa apurada pelo órgão, cerca de 708 mil empresas abriram suas portas, enquanto 713 mil decretaram falência. Ou seja, mais negócios foram fechados do que abertos no país.

Falência de Empresas

A falência de empresas ocorre por uma série de fatores. A maioria dos problemas pode ser evitada. Os erros excessivos e sequenciais, sejam eles isolados ou em conjunto, podem fazer uma empresa fechar as portas definitivamente.

As dicas a seguir servem para evitar a falência de empresas e mudar algumas posturas, antes que seja tarde demais.

Cuidado com o salário do proprietário

Um dos grandes problemas ligados à falência de empresas está nas mãos dos proprietários ou sócios. Neste caso, os donos costumam ter um salário bem maior do que a empresa é capaz de pagar. Ao invés de manter um capital de giro na conta da empresa para investir e continuar crescendo, os sócios retiram todo o lucro para uso pessoal.

Atente-se para a escolha de um sócio ideal

A falência de empresas pode acontecer quando os sócios possuem perfis muito diferentes, com objetivos distintos, com dificuldade para se entenderem ou quando discutem por qualquer coisa. Os sócios precisam ter uma convivência pacífica e funcionarem como uma equipe, que une forças e divide tarefas em prol de um objetivo em comum. Caso contrário, a sociedade torna-se um erro muito preocupante.

Controle seus gastos

Controle financeiro é fundamental. Todo empresário precisa ser muito organizado com gastos, compras, vendas, pagamentos, estoque e outros dados que são referentes à saúde financeira do negócio. Em praticamente todos os casos de falência de empresas havia um descontrole completo da situação econômica.

Planeje seus investimentos

Muitas vezes, a falência de empresa está ligada a um investimento errado, seja com capital próprio ou com dinheiro emprestado. O empresário, mesmo que bem-intencionado, investe a única ou última reserva de dinheiro disponível em ferramentas que não são úteis para a empresa. Isso é muito comum e, para evitar este problema, é preciso solicitar ajuda profissional antes de pensar em qualquer investimento para melhoria da empresa.

Não acumule dívidas

As dívidas são um problema sério que pode custar a falência da empresa. As dívidas sempre atrapalham o empreendedor, principalmente por causa das altas taxas de juros. Caso esteja com dificuldade para quitar os débitos, é essencial contar com ajuda profissional.

Conte com um plano de negócios

O plano de negócios é uma ferramenta muito importante para evitar a falência de empresas. Os empreendedores devem criar uma estratégia perfeita para organizar e expandir o negócio.

Tenha experiência no ramo do seu negócio

Quando um empreendedor e seus sócios não entendem o ramo de negócio, o risco de falência da empresa é muito grande. Existem alternativas, como procurar um parceiro que seja especialista na área de interesse ou estudar sobre o produto/serviço de forma profunda antes de abrir o negócio. Em todos os casos, é sugerido ter experiência no ramo para alcançar o sucesso.

Cuidado com as vendas em prestações

O índice de calotes ainda é muito grande no Brasil e, infelizmente, a falência de empresas pode estar ligada às dificuldades financeiras da gestão somadas a um índice elevado de inadimplência. Por isso, é preciso se resguardar o máximo possível antes de efetuar vendas a prazo.

A Bumachar Advogados Associados é especialista em direito empresarial e recuperação de empresas, e presta todo o suporte necessário para que corporações que estão correndo risco de falência readquiram o controle de suas finanças e voltem a crescer. Marque uma reunião conosco!

Leave a Reply